Alexis Gauthier, um chef francês com estrela do Michelin, transformou sua brasserie Gauthier no Soho 100% vegano, fazendo uma mudança significativa em relação à cozinha tradicional francesa que servia.

Gauthier cozinhava anteriormente no estilo tradicional francês – ou seja, muita manteiga, leite e carne. No entanto, desde que começou a trabalhar à base de plantas, ele decidiu transformar seu restaurante. O restaurante havia sido criticado anteriormente por servir foie gras, o processo cruel envolvendo patos que são alimentados à força para engordarem. Na verdade, o grupo de ativistas pelos animais PETA protestou do lado de fora de seu restaurante até que ele parou de vender o prato e o substituiu por uma versão à base de plantas feita de lentilhas e nozes.

Desde então, o chef experimentou pratos veganos no restaurante, o que o levou a escolher ele próprio o estilo de vida. “Temos trabalhado nisso há vários anos e, nos últimos cinco anos, pelo menos, todo o esforço mais criativo foi direcionado aos pratos veganos. Agora, não há nenhum produto de origem animal nos pratos, e eu mesmo sou vegano. Seria antiético lucrar com a venda de animais mortos”, explicou Gauthier.

Agora, o chef serve um cardápio de degustação à noite feito totalmente de plantas, com pratos como Summer Truffle Tortellini, Harissa Couve-flor e uma Tarte de Chocolate Amargo.

Certamente o novo menu 100% vegano atrairá novos clientes, no entanto, Gauthier admitiu que espera perder clientes fiéis. Em declarações à imprensa, o chef estrela Michelin explicou: “Tem sido um grande problema, eu sabia que tinha uma luta em minhas mãos, especialmente porque muitos clientes têm comido minha comida desde que eu estava em Roussillon. Eu entendo que as pessoas se sentem decepcionadas. Ninguém diz que não concorda, eles respeitam, mas igualmente, querem comer carne e peixe quando saem. Eu entendo, mas digo, acredite em mim, o que cozinhamos é tão bom quanto isso. Algumas pessoas estão dispostas a isso e outras não.”

Um café vegano

cafe-vegan-estrela-michelin
Imagem: @gauthierinsoho/ Instagram

Além de transformar o restaurante, Gauthier abriu um novo café vegano em Fenwick’s Mayfair chamado 123 Vegan, oferecendo hambúrgueres veganos, croissants e saladas aos clientes. Um item do cardápio que chamou atenção é o Red Yuzu Bowl com sashimi de melancia, abacaxi, alga wakame, cebolinha, edamame, chalotas crocantes, molho yuzu e arroz de sushi.

 cardapio-cafe-vegan-estela-michelin
Imagem: @gauthierinsoho/ Instagram

Outros destaques incluem o Cheeseburger California feito com um hambúrguer Beyond Meat, queijo vegan, molho especial e todos os acompanhamentos, e o Bolo ‘Vemesis’ de Chocolate Amargo com uma esponja de fondant de chocolate amargo e creme de plantas.

Enfim, Gauthier nos mostra que é possível transformar a culinária tradicional e oferecer opções tão indulgentes quanto livres de sofrimento animal.

Leia também: Ona – primeiro restaurante vegano a receber estrela Michelin na França e Restaurante vegano eleito o melhor de Las Vegas



por Nadia Ferreira Gonçalves em 23 de abril