A novidade do ano para os amantes de vinho nacional é que a vinícola Miolo tem 100% de rótulos veganos certificados a partir da safra 2020.

No início do ano a Miolo lançou o Miolo Gamay Wild primeiro da Safra 2020, que abriria caminhos para um marcante processo de inovação. Elaborado sem a adição de sulfitos (SO2) e com leveduras selvagens naturais da própria uva, veio para afirmar a capacidade da marca de elaborar vinhos de alta qualidade, numa proposta diferenciada.

Tudo isso, converge para um público cada vez mais interessado em consumir produtos mais naturais.

O Gamay Wild foi o primeiro rótulo da marca a exibir o Selo da The Vegan Society, como 100% vegano e livre de alergênicos, certificação que a partir de então é concedida a todos os produtos feitos pela Miolo.

Vinho vegano

Para um vinho ser considerado vegano deve ser isento de agentes de origem animal. Ok, isso já sabemos. Mas você pode se perguntar: se o vinho tradicionalmente é feito de uvas, onde estão os ingredientes de origem animal?

E a resposta está no processo de industrialização, que para tornar o produto visualmente mais agradável o submete à clarificação, tradicionalmente os produtores usam uma variedade de agentes para ajudar no processo. O exemplo mais habitual é o uso da albumina (clara de ovo), caseína (proteína do leite) ou gelatina (origem bovina ou suína), utilizados na clarificação do vinho.

No entanto, atualmente algumas têm se atentado à fabricação de produtos mais puros, e deixado a natureza fazer sua parte. O resultado, é o vinho vegano de altíssima qualidade, que promete agradar aos amantes da bebida.

Miolo Wine Group

Com cerca de 10 milhões de litros de vinho produzidos anualmente, hoje o grupo é o maior exportador de vinhos brasileiros, com presença em mais de 30 países. As uvas cultivadas nos quase mil hectares são processadas em quatro vinícolas em todo o Brasil, incluindo Vinicola Miolo, Seival, Almaden Winery e Terranova Winery.

A produção da vinícola começou em 1897, quando Giuseppe Miolo mudou-se para o Brasil e trouxe sua paixão por uvas e vinhos. Ali no Vale dos Vinhedos, região de Bento Gonçalves-RS iniciou uma plantação de uvas; e anos depois seus descendentes criaram a Miolo Wines, uma das marcas de vinho brasileiras mais populares do mundo.

Na década de 70, a Miolo era conhecida por cultivar variedades de uvas europeias no Brasil com a mais alta qualidade, profissionalismo e paixão. Desde então, o crescimento do grupo foi incrível.

Atualmente, muitas variedades de uvas, como Gewurztraminer, Riesling, Chardonnay, Pinot Noir, Sauvignon Blanc, Cabernet Sauvignon, Malbec, Merlot, Tannat, Syrah, Viognier, Tempranillo e muitas outras são cultivadas nos vinhedos de Miolo.

Leia mais sobre vinhos veganos e a chegada da linha vegana da Henkell Freixenet ao Brasil.



por Nadia Ferreira Gonçalves em 30 de setembro