A Super Vegan não é nenhuma novidade aqui no Vegan Business. Agora, a empresa brasileira de chocolates veganos foi destaque no Vegconomist, após receber o primeiro investimento brasileiro do fundo Veg Capital

A marca de chocolates foi fundada por Juliana Salgado Gaze em 2018, uma nutricionista que é  vegana desde os 14 anos, devido a sua dificuldade em encontrar chocolate branco no mercado, ela aprimorou suas receitas na Áustria, por onde morou durante cinco anos. São 11 sabores disponíveis atualmente: Vanilla, Cookies ‘n’ Cream, Cookies 55, Nougat, Nougat Branco, Nougat 70%, Amêndoas, Coco Branco, Ao Leite de Coco, Morango e Dark Berries.

Com esse investimento, os planos da empresa são aumentar sua produção e vendas em 10 vezes nos próximos doze meses. A Super Vegan produz, atualmente, 750 kg de chocolate por mês e vende em todo o Brasil, através de seu e-commerce, e também em feiras, cafeterias, entre outros. O fundo de investimentos também espera exportar os chocolates para a Europa. 

Processo para o investimento

No ano de 2020, o investidor Crica Wolthers e a sua esposa, Juliana Goes Wolthers, que também são consumidores da marca, começaram a investir na empresa Super Vegan. No início de 2021, Crica se tornou consultor da Veg Capital e falou, de forma entusiasmada, sobre a empresa para o diretor-gerente do fundo, Matthew Glover, que também é fundador da Veganuary e do Million Dollar Vegan.  Então, Glover decidiu fazer uma parceria com os investidores para impulsionar a empresa. 

Sobre a parceria com Crica, Matthew Glover falou ao Vegan Business: Crica tem um histórico comprovado de construção de negócios de sucesso e investimento no espaço de negócios veganos. Com o cenário alimentício brasileiro à base de plantas sendo relativamente inexplorado, em comparação com o Reino Unido e a Europa, estamos entusiasmados com a parceria com o Crica para explorar as oportunidades no Brasil e na América Latina. Ele também é uma ótima pessoa e totalmente alinhado à missão com o Veg Capital”. 

A Veg Capital fez o primeiro investimento brasileiro na Super Vegan
Imagem: Divulgação do Super Vegan

Sobre a Veg Capital 

A Veg Capital é um fundo de investimento vegano, lançado em 2020, pelo founder Matthew Glover. Esse fundo é inovador, pois opera como uma organização sem fins lucrativos, ou seja, doa todos os seus lucros para instituições de caridade europeias e britânicas que auxiliem na conscientização do sofrimento animal e também do impacto ambiental causado pela pecuária, além disso, estão inclusas nas doações as empresas que promovem uma alimentação plant-based. 

Segundo Matthew diz à imprensa: “Investimos principalmente em empresas que desenvolvem substitutos de carnes, laticínios, ovos e frutos-do-mar por ingredientes vegetais. Também investimos em plataformas de tecnologia, inovações e canais de distribuição que ajudam a construir um sistema alimentar baseado em vegetais escalável, acessível e saboroso”. 

Caso as empresas queiram buscar um investimento da Veg Capital, é possível realizar um pitch nessa página, em que também estão inclusas dicas para tornar seu argumento mais eficaz. 

Aproveite e leia também: 

Veggly anuncia Crica Wolthers como advisor 

Grant Lingel se une a Crica Wolthers e investe no Bungalow Sushi



por Amanda Stucchi em 14 de junho