Você quer conhecer startups que trabalham para substituir a gordura animal? 

A medida que estilos de vida veganos, vegetarianos e plant-based são adotados por parte da população, é inevitável pensarmos na gordura utilizada na culinária. 

A Green Queen apontou algumas empresas que trabalham nesse segmento, portanto, vamos abordar esse assunto essencial para o bem-estar animal. 

Startups que trabalham para substituir a gordura animal 

1# Kern Tec 

A Kern Tec é uma empresa austríaca, fundada por Fabian Wagesreither, Luca Fichtinger, Michael Beitl e Sebastian Jeschko, que participou da incubadora ProVeg em 2021. 

A marca produz óleos vegetais com caroço de ameixa, damasco e cereja, considerados produtos residuais de outras indústrias, como a de suco. 

Os caroços das frutas são reciclados: lavados, secos e depois separados para desenvolver seu potencial, utilizando a tecnologia proprietária da empresa, que leva em conta a filosofia de desperdício zero. 

O óleo de ameixa pode ser utilizado em produtos de panificação, confeitaria e laticínios, já o óleo de damasco pode ser aplicado em pratos salgados (como massas), panificação e sobremesas, por último o óleo de cereja pode ser usado em assados — substituindo a manteiga — confeitaria e laticínios, intensificando o sabor de iogurtes. Todos também podem ser empregados na indústria de cosméticos. 

Além dos óleos vegetais, o portfólio da marca é dividido em oleaginosas (sementes de damasco, cereja e ameixa), proteína em pó, e granulados de casca. 

2# NoPalm Ingredients

A empresa foi fundada por Lars Langhout em 2020,  com a missão de substituir o óleo de palma por óleos microbianos sustentáveis. 

O óleo de palma é produzido a partir do fruto da palmeira dendezeiro, entretanto, a indústria causa a destruição de florestas tropicais, como na Costa Rica e Indonésia. Isso ocasiona, por exemplo, a destruição de habitats para os animais selvagens.

O produto da empresa é vegano e não tem modificações genéticas, sendo produzido a partir da trituração da biomassa — que pode ser cascas de batatas, vegetais rejeitados, etc — depois é fermentado com levedura e o óleo microbiano é separado. 

No mês de janeiro, a marca obteve € 1 milhão em investimento, com apoio do Green Creators, Future Food Fund, ICOS Capital e investidores anjos. 

Lars Langhout afirmou em um comunicado: “Apesar do uso dominante de óleo de palma em cosméticos, alimentos e detergentes. Muitas vezes ouvimos dos clientes que eles estão buscando alternativas mais confiáveis ​​e sustentáveis ​​do que o óleo de palma — com a NoPalm Ingredients, nos esforçamos para satisfazer suas necessidades enquanto tornamos o mundo um lugar melhor”. 

3# CUBIQ Foods 

A CUBIQ Foods é uma empresa espanhola, fundada por Andres Montefeltro e Raquel Revilla. 

Um de seus objetivos é substituir as gorduras animais ou os óleos vegetais saturados pelo seu produto Go!Drop®, emulsão de óleo vegetal e água estabilizada com ingredientes veganos, que visa substituir a gordura nos alimentos processados. É informado que a substância se comporta como gordura animal tanto na aparência e sensação na boca. 

Outros produtos do portfólio da marca são: Go!Mega3 (óleo de algas enriquecido com ômega-3 microencapsulado) e o ômega 3 à base de células (que não utiliza soro de origem animal). 

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também: 

Startups que utilizam inteligência artificial captam US$ 17,9 bilhões

3 startups veganas que estão revolucionando a maneira que comemos carne

Gordura para produtos plant-based: startup levanta € 750 mil

*Imagem de capa: Reprodução Kern Tec



por Amanda Stucchi em 10 de fevereiro