A pandemia do coronavírus não só impactou a saúde de milhares de pessoas, como também afetou a renda de diversas famílias que se encontram em uma situação social vulnerável. Pensando nesse grupo, a plataforma Orgânico Solidário foi criada para levar alimentos frescos a moradores de comunidades, e hoje já soma mais de 33 mil entregas realizadas.

Organico-Solidario-Voluntarios
Foto: Orgânico Solidário

Orgânico Solidário

A ideia surgiu quando o empresário Aziz Camali Constantino, ao perceber esse cenário de crise econômica, pensou em mobilizar um projeto duradouro de impacto social para ajudar diversas famílias. Reunindo mais 5 pessoas que se engajaram com a proposta, o grupo percebeu que grande parte das organizações e movimentos estavam focados na parte de saúde com doações de EPIs, álcool em gel, respiradores, entre outros. Foi então decidido que a ação seria realizada no campo da alimentação, pensando na demanda atual, sendo idealizado um modelo para ajudar os dois lados da cadeia produtiva: os pequenos produtores de alimentos e as pessoas que teriam acesso a eles.

Organico-Solidario-Producao
Foto: Orgânico Solidário

Para isso, a cesta de alimentos orgânicos foi pensada com valor de custo de 50 reais para contribuir com os produtores, que foram prejudicados no período de quarentena pelo fechamento de feiras e restaurantes. O preço abaixo do valor de mercado, que possui uma média de 100 a 150 reais, foi estabelecido para incentivar as doações e mostrar que a alimentação orgânica, que é uma das principais bandeiras do projeto, pode ser acessível.

Segundo Aziz Camali, essa bandeira surgiu com a necessidade de proporcionar alimentos que complementem as tradicionais cestas básicas com alimentos naturais e saudáveis que muitas pessoas ainda não têm acesso. Cada cesta é composta por quase 6kg de frutas, verduras e legumes variados, somando 14 itens que conseguem alimentar uma família de 4 pessoas durante uma semana. Os produtos são adquiridos de diferentes sítios e hortas do país, beneficiando hoje uma rede de 48 produtores cadastrados que não utilizam agrotóxicos em suas plantações.

Organico-Solidario-Entregas
Foto: Orgânico Solidário

Alimento saudável para as famílias

A iniciativa é alimentada por meio das doações de pessoas físicas e empresas que podem doar via transferência, boleto, cartão de crédito ou pelo PicPay. A cada 50 reais arrecadados, uma cesta é doada. Quase 1.6 milhões de reais já foram doados por pessoas comuns e empresas espalhadas pelo Brasil e cerca de 800 famílias já são ajudadas por meio de doações  recorrentes, realizadas através de uma assinatura mensal com valor fixo. Todos os recursos recebidos para as compras são administrados pela SITAWI.

“Os casos de COVID podem até estar diminuindo, mas a fome está aumentando. O Brasil corre o risco de entrar de novo para o mapa da fome da ONU. Precisamos agir de forma conjunta como sociedade.” Diz Aziz. A Plataforma deve lançar nos próximos meses um selo para empresas parceiras e uma nova iniciativa para resgatar a agroecologia para favelas do Brasil, já que a maioria da periferia já foi sítio.

Organico-Solidario-Montagem
Foto: Orgânico Solidário

Orgânico Solidário – Selo de responsabilidade socioambiental junto a marcas parceiras

Neste mês (Fev 2021), a proposta de alimentar famílias em situação de vulnerabilidade social ganhou um novo e importante reforço: selo Empresa Parceira do Orgânico Solidário. A partir de outubro, marcas com DNA de impacto social unem forças à iniciativa e passam a estampar o selo em produtos selecionados para espalhar o espírito de solidariedade. “Além disso, pelo menos 3% da receita desses produtos serão destinados à doação.

Um selo que estimula marcas e consumidores a contribuírem juntos para combater a fome no país com comida de verdade”, comenta Aziz Camali Constantino. O programa também conta com o apoio também de Marcos Palmeira, que além de embaixador também tem sua empresa como uma das apoiadoras.

Apoiar a missão de democratizar o acesso a alimentos saudáveis por famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica e de contribuir com o crescimento e expansão da produção de alimentos orgânicos no Brasil é o objetivo das empresas associadas nessa etapa de lançamento: Clube Orgânico , Fazenda da Toca , Vale das Palmeiras , Organic4 , Sítio Boa Terra , Sta Julieta Bio . A novidade, que chega aos mercados este mês, estará disponível em mais de 30 produtos diferentes em 7 estados brasileiros.

“O Orgânico Solidário e a Fazenda da Toca têm um encontro de propósitos: fortalecer o segmento de orgânicos e causar impacto socioambiental positivo. Por isso, é uma honra para nós fazer parte dessa iniciativa que incentiva um modelo de produção que considera o respeito máximo pela natureza e ao mesmo tempo leva alimentos saudáveis para quem mais precisa. É uma alegria ver esse movimento ganhar cada vez mais força. ”, afirma Fernando Bicaletto, CEO da Fazenda da Toca.

Para doar, basta acessar https://organicosolidario.org/ e optar pela doação avulsa (única) ou o formato recorrente (mensal), com seleção de quantidade de cestas e valor.

Leia também: 5,2 milhões de brasileiros com fome: como o veganismo pode ajudar



por Nadia Ferreira Gonçalves em 19 de fevereiro