Aceita um café e um pão quentinho? Melhor ainda se for com margarina vegana!

A manteiga ou a margarina é um dos principais ingredientes do café da manhã e do café da tarde de grande parte dos brasileiros.

Logo quando se torna vegano a manteiga é deixada de lado e a margarina é eleita como substituta principal. Ela ainda é mais barata que a manteiga, então ponto positivo certo?

A questão é que nos potes de margarina vemos a inscrição: contém gordura vegetal, e isso basta para que a substituição seja aprovada.

Para quem está passando por uma transição para o veganismo e fica em dúvida do que passar no pão, essa é uma das opções mais fáceis no dia a dia.

Mas será que a margarina é vegana mesmo? E entre as opções que vemos no mercado, qual margarina é vegana?

Bom, seu café da manhã não será perdido, hoje viemos solucionar essa dúvida constante e indicar algumas marcas de margarinas veganas que você pode adicionar às suas compras. Boa leitura!

Margarina é vegana? Entenda como é feita e os seus principais ingredientes

A margarina é sim feita com base em gorduras e óleos vegetais (soja, milho, canola) e, na grande maioria das vezes, é vegana.

Mas como todo produto industrializado, a produção da margarina pode acabar passando por maquinários de uso comum ou realmente levando ingredientes de origem animal.

Por isso a importância eterna de sempre ler os rótulos do que você for comprar, fique de olho nos seguintes itens:

  • Leite;
  • Soro de leite;
  • Caseína;
  • Mono e diglicerídeos de ácidos gordos;
  • Whey;
  • Gordura animal;
  • Vitamina D3;
  • Lecitina;
  • Sebo;

Como é a produção da margarina?

Apesar de se encontrar margarinas sem produtos de origem animal nos mercados, essa não é a opção mais saudável para você.

Existem dois processos para a produção da margarina, o primeiro se dá através da hidrogenação dos óleos vegetais, que serve para deixar os óleos mais sólidos, mas, por outro lado, forma a gordura trans. 

A gordura trans é responsável por diversos malefícios para sua saúde e pode aumentar os riscos para doença de Alzheimer, infertilidade, diabetes e também o aumento do colesterol LDL (ruim) e a diminuição do colesterol HDL (bom), que potencializa casos de doenças cardiovasculares, AVC.

Por causa desses malefícios, foi criado um novo processo de produção, a interesterificação. Nesse processo, é misturado o óleo vegetal hidrogenado e o óleo vegetal líquido, criando as gorduras interesterificadas, e então outros ingredientes, desde emulsionantes a corantes e vitaminas A e D.

A margarina Becel é vegana?

Algumas marcas são mais conhecidas, a Becel é uma delas. A margarina Becel Muito Sabor Amanteigado não é vegana, pois contém soro de leite e leite desnatado em pó.

Outros tipos de Becel não contém leite, mas podem conter outros ingredientes de origem animal e não são declaradas veganas pela própria marca.

Ingredientes: água, óleos vegetais (líquido e interesterificado), sal, cloreto de potássio, vitaminas (e, a), emulsificantes: mono e diglicerídeos de ácidos graxos e poliglicerol polirricinoleato, conservador: sorbato de potássio, acidulante: ácido cítrico, aromatizante, sequestrante: edta cálcio dissódico, corantes: urucum e cúrcuma, antioxidantes: tbhq e ácido cítrico.

Não contém glúten. contém derivado de soja e pode conter leite.

A margarina qualy vita é vegana?

Todas as versões da margarina Qualy contém ingredientes de origem animal. A Qualy cremosa, multigrãos e aerada têm soro de leite em pó. A Qualy Light contém leite em pó integral sem lactose. E a Qualy Vita contém vitamina D de origem animal.

Água, óleo de soja, gordura vegetal, sal, sal hipossódico, vitamina E, vitamina A, vitamina D, emulsificantes: mono e diglicerídeos de ácidos graxos e poliglicerol polirricinoleato, conservadores: Sorbato de potássio e benzoato de sódio, aromatizante:aroma idêntico ao natural, acidulante: ácido cítrico, antioxidantes: edta e cálcio dissódico, TBHQ e BHT, corantes: Urucum e cúrcuma. Não contém glúten. alérgicos: contém derivados de soja.

A margarina Primê é vegana?

A margarina não contém ingredientes de origem animal, apenas é produzida em maquinários de uso comum e pode conter traços de leite. Para quem procura uma opção nos mercados, essa ainda pode ser a melhor escolha.

Conheça 5 marcas de margarinas e manteigas veganas

Qualquer produto de origem animal não faz parte de uma alimentação vegana e no mercado tradicional ainda é difícil encontrar alternativas fáceis para o dia a dia.

Mas hoje já existem lojas especializadas em produtos veganos e até mesmo marketplaces onde você pode encontrar várias marcas plant-based seguras para o consumo. Vamos ver algumas delas:

Qualicoco

A manteiga de coco da Qualicoco tem três sabores disponíveis: sabor coco sem sal, sabor manteiga sem sal e sabor manteiga com sal.

Por ser à base do óleo de coco, quando acima de 25º sua consistência é líquida e abaixo disso ela vai solidificando. É uma ótima substituição da manteiga de origem animal tanto para passar no pão, como para cozinhar.

Óleo de coco, aromatizante idêntico ao natural de manteiga, corantes naturais urucum e cúrcuma e sequestrante ácido cítrico.

Veghee

Outra opção é a VeGhee, da Natural Science. Também com opção com sal e sem sal, essa manteiga é produzida à base de óleo de palma e sal do Himalaia.

Óleo vegetal de palma (não oriundo de desmatamento), sal do Himalaia, aroma idêntico ao natural de manteiga e urucum.

Vcon

Um Creme Vegetal vegano cremoso com aroma de manteiga criado para substituir a manteiga de origem animal em diversos usos culinários e no pão de cada dia.

Água, óleo vegetal orgânico, gordura vegetal, sal, cloreto de potássio, mono e diglicerídeos de ácidos graxos e/ou ésteres de poliglicerol de ácido rinoléico. Conservantes: benzoato de sódio e sorbato de potássio, aroma idêntico ao natural de manteiga, acidulante ácido cítrico, antioxidante EDTA cálcico dissódico e corante natural de urucum e vintamina A(1500UI/100g).

Vida Veg

A Vida Veg também tem sua versão de manteiga vegana, feita com castanhas de caju e sal do Himalaia. Além disso, ela tem vitaminas B6 e B12.

Óleo de coco, óleo de girassol, castanha-de-caju, água, sal do himalaia, lecitina de girassol, vitaminas (B6 e B12), aroma identico ao natural de manteiga, corante natural cúrcuma e antioxidante extrato de alecrim.

Basi.co

A manteiga da Basi.co é feita com macadâmia e leite de amêndoas e também é uma alternativa saudável e super nutritiva.

Óleo vegetal de palma, leite vegetal de macadâmia, leite vegetal de amêndoas, sal e cúrcuma. 

Butterfly

Uma manteiga vegetal à base de manteiga de cacau e manteiga de cupuaçu, a Butterfly é super nutritiva. Ela deve ser mantida refrigerada abaixo de 15ºC, mas continua com uma consistência de fácil manuseio.

Manteiga de cupuaçu, manteiga de cacau orgânica, óleo de girassol, água, cúrcuma, lecitina de soja e sal.

Bônus: como fazer manteiga vegetal em casa?

Além das opções que sugerimos acima, sempre há a possibilidade de fazer suas manteigas em casa mesmo. O veganismo abre um leque de possibilidades para você criar seus próprios produtos, economizando dinheiro e sendo mais consciente com sua saúde.

  • Manteiga de azeite: super fácil de fazer, essa receita mistura azeite com temperos e sal a gosto. Basta colocar o pote no congelador por 12 horas e depois retirar e usar.
  • Manteiga de coco: com mais fibras do que o óleo de coco encontrado em mercados, nessa receita você bate o coco com água no liquidificador por um bom tempo e depois coar a água com um voal. O leite pode ser guardado no congelador, a gordura irá ser separada e pode ser usada como manteiga.
  • Manteiga de amendoim: você pode torrar amendoim ou comprá-lo já torrado e simplesmente bater no processador até atingir a consistência de manteiga.

Conclusão

Apesar de existir opções de margarinas sem nada de origem animal, ela não é a opção mais saudável para seu consumo diário.

Hoje já existem diversas alternativas de margarina ou manteiga no mercado vegano e você pode encontrá-las facilmente online e ter um café da manhã completo com aquele pãozinho quente com manteiga.

Além disso, se você tiver tempo para preparar suas próprias receitas de substitutos, elas podem ser uma opção mais barata e controlada.

Para se manter antenado nas notícias do mercado plant-based, siga nossas redes sociais e inscreva-se na nossa newsletter!

Leia também:

Quer tomar café? 5 marcas com pães veganos

24 alimentos veganos: nutritivos, saborosos e econômicos

Conheça marcas de iogurte vegano

 

 



por Leticia Rocha em 27 de outubro