A startup dinamarquesa EvodiaBio anunciou que captou €7 milhões de fundos de investimento estrangeiros e dinamarqueses, incluindo EIFO e The March Group.

Com sede em Copenhague, a EvodiaBio utiliza fermentação de levedura para produzir aromas e sabores naturais para a indústria de alimentos e bebidas. Com o novo capital, a empresa pretende comercializar seu primeiro produto, ‘Yops’, o aroma do lúpulo, para a produção de cerveja sem álcool, além de expandir seu portfólio.

Camilla Fenneberg, CEO da EvodiaBio, declarou: “Estamos incrivelmente orgulhosos de ter alcançado este marco. Esta rodada de investimento é um passo importante em direção à nossa visão de revolucionar a indústria alimentícia com soluções sustentáveis e inovadoras. Com o apoio dos nossos investidores e da nossa equipe forte, estamos prontos para levar a EvodiaBio a novos patamares e causar um impacto significativo no cenário global.”

Aromas sustentáveis

Fundada em 2021 por Victor Forman (CTO), Simon Dusséaux (CSO), Sotirios Kampranis (Chefe de P&D) e Jarne Elleholm (Presidente), a EvodiaBio foi criada para desenvolver alternativas aromáticas aos aromas derivados de petroquímicos, que utilizam catalisadores e solventes prejudiciais (síntese química).

A EvodiaBio cria seus produtos usando tecnologia de fermentação de precisão avançada e levedura. O Yops promete melhorar o sabor da cerveja sem álcool enquanto proporciona um “produto de fermentação superior e consistente”. Ele também pode substituir parcialmente o lúpulo aromático na produção de cerveja. Além disso, sua produção tem menor impacto ambiental: reduz o uso de recursos naturais e as emissões de CO2.

De acordo com a EvodiaBio, o lúpulo, as flores aromáticas que dão à cerveja seu sabor característico, enfrenta uma ameaça significativa: a mudança climática. Sua produção está diminuindo, enquanto sua qualidade está se deteriorando.

Apoio a aromas verdes

Em dezembro de 2022, a EvodiaBio captou €6.4 milhões com o apoio de um consórcio internacional de investidores, incluindo Nordic Foodtech VC, a casa de sabores alemã Symrise, o braço de venture da Paulig, PINC, Thia Ventures VC, Newtree Impact, Ananke Ventures Limited, EIFO e The March Group. Além disso, captou €2 milhões do Instituto Dinamarquês de BioInovação, o fundo de investimento do governo que apoia empresas dedicadas à transição verde.

A EvodiaBio relata forte interesse das cervejarias e explica que sua alternativa ao lúpulo vai além das opções sem álcool. O objetivo de longo prazo da EvodiaBio é melhorar o sabor de várias bebidas e produtos alimentícios e se tornar uma líder global no desenvolvimento de aromas sustentáveis para a indústria alimentícia e além.

Johan Bitsch Nielsen, Gerente de Investimentos, Transição Verde, EIFO, comenta: “É crucial que contribuamos com capital tolerante ao risco para que pesquisas avançadas das universidades possam ser comercializadas e apoiar a transição verde, que a EvodiaBio pode liderar. Vemos grande potencial em seu produto inovador, que a equipe forte por trás da empresa pode levar longe, e estamos satisfeitos com o apoio dos investidores internacionais.”

Leia também:

Biscoito belga vegano: a nova sensação da Super Vegan

Euro 2024: passageiros da Deutsche Bahn ganham cookies de chocolate ChoViva

Profissionais da saúde condenam campanha do governo do Reino Unido que promove carne e laticínios

Por Vitor Di Renzo em 11 de junho
Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores