A Loryma – uma marca pertencente ao grupo alemão Crespel & Deiters – produz “materiais brutos à base de trigo” para diversos produtos alimentícios, incluindo carnes veganas e vegetarianas. O novo ingrediente se junta ao portfólio existente da Lory Bind e, segundo a marca, possui uma ampla gama de aplicações em produtos veganos quentes e frios de diversos tipos.

Os fabricantes podem incorporar diferentes proporções de texturizados e o novo ingrediente para replicar nuggets, schnitzels, salame, peixe e outros alimentos tradicionais de origem animal com maior precisão de textura e valor nutricional, além de listas de ingredientes mais curtas.

“Esta nova variante do Lory Bind marca mais um marco no desenvolvimento de agentes ligantes de rótulo limpo para a indústria de alimentos veganos”, disse Norbert Klein, chefe de P&D da Loryma, conforme relatado pelo Food Ingredients First. “Esta solução não só atende às expectativas dos consumidores, mas também apoia os fabricantes na produção de produtos plant-based totalmente livres de aditivos químicos.”

Marcas de carne vegetal se afastam de ingredientes processados

A carne vegetal está atualmente sob intensa análise devido aos seus ingredientes ultraprocessados.

A metilcelulose é um composto à base de celulose que é não tóxico, mas não pode ser digerido. É utilizado em uma grande variedade de produtos domésticos e alimentícios – incluindo carne plant-based – em quantidades muito baixas. (Os análogos de carne normalmente contêm menos de dois por cento de metilcelulose).

Embora a metilcelulose seja geralmente considerada inofensiva, a Loryma não é a única marca que busca se destacar enfatizando menos ingredientes e uma nutrição eficaz.

Planted, Edonia, Rival Foods e Pacifico Biolabs utilizam microalgas, fermentação de precisão, tecnologia proprietária de células de cisalhamento e micélio, respectivamente, para produzir proteínas vegetais com textura de carne, densas em nutrientes e com aditivos mínimos.

O cofundador da Planted, Pascal Bieri, descreveu anteriormente o bife vegano da marca como uma “revolução”.

“Nenhum outro bife vegetal no mercado usa apenas ingredientes naturais, zero aditivos, e apresenta características como suculência e maciez”, acrescentou.

Confira a matéria publicada na Plant Based News.

Leia também:

Sproudz: um hub flexível para startups alimentares na Suíça

Oatly e Little Spoon lançam smoothies de aveia para crianças

UPSIDE Foods oferece degustação gratuita de frango cultivado antes da proibição na Flórida

Por Vitor Di Renzo em 24 de junho
Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores