A Eclipse Foods, startup estadunidense de sorvetes plant-based, levantou mais de US$ 40 milhões em uma rodada da Série B. O investimento foi liderado pela Sozo Ventures, com participações da Forerunner Ventures, Initialized Capital, Gaingels, e KBW Ventures. 

O valor será utilizado para o crescimento do negócio no varejo e food service, desenvolvimento de produtos, aumento de equipe e expansão do awareness do produto. 

Até o momento, a empresa já conquistou US$ 60 milhões com diversos investidores de renome, incluindo Seth Goldman (presidente da Beyond Meat e fundador da Honest Tea), Alexis Ohanian (fundador da rede social Reddit) e o príncipe saudita Khaled bin Alwaleed (capitalista de risco). 

Eclipse Foods: composição e sabores dos sorvetes plant-based

Os sorvetes plant-based da marca são produzidos com mandioca, batata, milho e proteína de canola, o processo utilizado forma as micelas. O que é isso? São estruturas formadas por moléculas anfipáticas (solúvel ou insolúvel na água), no leite as proteínas de caseína se juntam em grandes aglomerados nomeados micelas. 

Com isso, os fundadores puderam desenvolver um substituto de laticínios com mais sabor e funcionalidade. Apesar de estarem atuando atualmente na área de sorvetes, o método desenvolvido pode criar qualquer tipo de substituto lácteo.

“Com 10 bilhões de pessoas para alimentar até 2050, reconhecemos que as dietas globais devem mudar. Os consumidores querem mais do que apenas uma alternativa aos laticínios como o leite de amêndoa — eles querem um verdadeiro substituto. Nossa plataforma de laticínios à base de plantas usa micelas (a mágica microscópica do leite) para criar os produtos substitutos que os consumidores desejam e nosso crescimento ao longo do últimos três anos é uma prova disso”, comentou Aylon Steinhart (co-fundador e CEO da Eclipse Foods) em um comunicado

Outro destaque foi que a empresa está aumentando sua presença no varejo, pois já está disponível em varejistas como o Whole Foods Market (rede de supermercados multinacional dos EUA), Albertsons (considerada uma das maiores redes de supermercados da América do Norte), GoPuff (delivery de alimentos), entre outros. 

“A principal razão pela qual os consumidores evitam laticínios plant-based é o sabor. Como autoproclamados amantes de sorvete, nossa equipe da Sozo Ventures reconheceu que o sorvete da Eclipse está em uma categoria à parte depois de apenas uma mordida”, afirmou Bob Roe, vice-presidente de Desenvolvimento Narrativo da Sozo Ventures.

Os sabores de sorvetes da atualidade incluem: biscoito amanteigado, chip de menta, manteiga de caramelo pecan, baunilha vintage, manga maracujá e um produto composto por manteiga de amendoim, biscoito e pedaços de fudge, entre outros. Os produtos são livres de glúten, soja, coco, nozes e não contém organismos geneticamente modificados, gomas e estabilizantes. 

Conforme o Food Dive, a empresa também deseja lançar outros tipos de produtos lácteos plant-based a partir do início de 2023.

Sobre a empresa

Quer saber mais sobre a empresa? 

Sediada em Oakland, o empreendimento foi fundado por Aylon Steinhart e Thomas Bowman em 2019, o primeiro é um especialista em proteínas alternativas e trabalha no The Good Food Institute, já o segundo é um cientista de alimentos e chef de renome mundial, tendo sido indicado duas vezes para o prêmio culinário James Beard Rising Star Chef.

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também: 

Sorvetes veganos: como está esse mercado no Brasil

Sorvetes Rochinha lança sabores veganos para o verão

My Good: conheça essa foodtech com sorvetes orgânicos e veganos

*Imagem de capa: Divulgação Eclipse Foods 

Por Amanda Stucchi em 30 de junho
Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores