A Blue Horizon Ventures é uma empresa de capital de risco focada em tecnologia de alimentos com sede em Zurique. Agora, ela fechou o lançamento de seu primeiro fundo excedendo a sua meta inicial de €183 milhões. No entanto, o valor real não foi divulgado.

Fundado em 2018 por empreendedores em série e os investidores, Roger Lienhard e Michael Kleindl, o fundo visa apoiar o movimento em direção a um sistema alimentar mais sustentável por meio da inovação, tecnologia e empreendedorismo.

A Blue Horizon investe em alimentos sustentáveis ​​e afirma que seu fundo atraiu sócios limitados de todo o mundo. Desde investidores privados a empresas e investidores institucionais. Como resultado, no total, mais de 100 investidores diferentes de 20 países se inscreveram no fundo.

Em suma, a missão subjacente do fundo é apoiar e promover um impacto global positivo no meio ambiente, na saúde humana e no bem-estar animal.

Foco na tecnologia alimentar

Proteínas de origem vegetal, carne cultivada, biologia sintética e sustentabilidade no sistema alimentar são as principais áreas de foco. O fundo opera e obtém oportunidades de investimento em escala global com foco na Europa. A Blue Horizon Ventures capitaliza no acesso duradouro da indústria e na rede combinada com um portfólio de empresas já investidas dos parceiros.

A empresa investe em todo o mundo, com investimentos de €300.000 até €25 milhões ao longo da vida de uma empresa.

Nesse contexto, Michael Kleindl, fundador e sócio-gerente da Blue Horizon Ventures, disse:

“O enorme interesse e o tamanho final do fundo, combinados com nosso ritmo e qualidade de construção de portfólio, refletem o enorme potencial de nossa tese de investimento: desempenho financeiro combinado com um risco-retorno atraente perfil e impacto tangível.”

A saber, a Blue Horizon já fez 16 investimentos e comprometeu cerca de € 80 milhões em capital desde que foi criada em 2018.

Portfólio da Blue Horizon

O portfólio atual inclui Veestro, Alpha Foods, Love Raw e Clara Foods, entre outros. Em 2020, anunciou a implantação de mais de €50 milhões de capital de aceleração, trazendo marcas como a espanhola CUBIQ e a mexicana Heartbest. O sócio gerente Michael Kleindl declara:

“Nossa tese de investimento baseia-se na forte crença de que nós, como sociedade, comeremos de maneira diferente em um futuro (muito) próximo”.

Com vários especialistas prevendo a revolução iminente da carne de cultura, a Blue Horizon Ventures também se garantiu. Assim, no ano passado, uma rodada de investimentos da Série B de €55 milhões foi realizada para os pioneiros da carne cultivada da Holanda, a Mosa Meat.

O fundo de risco capitaliza no acesso e nas redes duradouras da indústria e no desenvolvimento de parcerias com co-investidores com objetivos semelhantes e alinhados à missão, bem como incubadoras, aceleradoras e universidades.

Leia mais em: Tendências em investimentos veganos e Primeiro fundo de investimentos vegano completa um ano na Nyse



por Nadia Ferreira Gonçalves em 4 de fevereiro