Se você adora um bom chocolate, ficará feliz com essa novidade: o mercado de chocolates veganos está crescendo globalmente, sendo esperado que atinja o valor de US$ 1,41 bilhão no ano de 2028, crescendo a um CAGR de 14,8%. É isso que aponta o relatório de junho de 2021 do Research and Markets

Os principais motivos para esse crescimento são dois fatores importantes: o aumento da conscientização a respeito da crueldade contra os animais e das campanhas de proteção ambiental. Além disso, os chocolates veganos também são consumidos por quem tem uma dieta flexitariana ou possui intolerância a lactose. 

Quanto ao formato de chocolate que apresentou maior número de vendas foi o moldado em barras, que foi o maior responsável pelas vendas na receita de 2020. A maioria prefere comer chocolates em barras, já que o relatório também aponta que os cinco chocolates favoritos do mundo são em barras.

O sabor mais desejado pelas pessoas é o chocolate ao leite, com a maior porcentagem do mercado no ano passado. O consumidor também compra mais pelo canal offline (conforme dados de 2020), e essa forma de compra deve prevalecer durante todo o período da previsão, já que o consumidor prefere comprar em supermercados e lojas de conveniência, por exemplo. 

Também é dito que a América do Norte dominou esse mercado global, tendo uma participação na receita de 37%, conforme os dados de 2020, no continente também existe uma crescente demanda pelos produtos veganos e sem laticínios. Além disso, é relatado que é provável que a Ásia-Pacífico será o mercado regional com crescimento mais rápido durante o período de 2021–2028, por conta do aumento de casos de intolerância a lactose e do crescimento do veganismo na região.

Já falamos aqui no Vegan Business sobre um estudo realizado em 1984 com a população chinesa, em que foi descoberto que 92,3% do grupo étnico han tinha intolerância a lactose. Citamos também uma estimativa que a Vegconomist relatou, que aponta que asiáticos sofrem quarenta vezes mais de intolerância a lactose do que os europeus. 

Mercado de chocolates veganos no Brasil

Alguns detalhes sobre o mercado vegano no Brasil, para fazermos uma relação com os chocolates veganos, são os seguintes, segundo uma pesquisa da Sociedade Vegetariana Brasileira em parceria com o IBOPE, o mercado vegano está em alta no Brasil, é dito: “O número de adeptos da dieta vegetal está em crescimento no Brasil: já são 7 milhões de veganos e 30 milhões de vegetarianos. A pesquisa aponta ainda que 55% dos brasileiros consumiria mais produtos veganos se estivessem indicados nas embalagens”. Além disso, a procura pelo Selo Vegano, da Instituição, aumentou 16% entre 2019 e 2020, considerando alimentos, cosméticos, suplementos alimentares, produtos de limpeza, lavanderia e calçados.

Um exemplo de marca de chocolates veganos que se destacou aqui no Brasil é a Super Vegan, que recebeu o primeiro investimento brasileiro do fundo Veg Capital. Essa marca foi fundada por Juliana Salgado Gaze, em 2018, nutricionista e vegana desde os 14 anos, com esse investimento a empresa pretende aumentar sua produção e vendas em 10 vezes nos próximos 12 meses. Atualmente a marca tem 11 sabores disponíveis em seu e-commerce: Vanilla, Cookies ‘n’ Cream, Cookies 55, Nougat, Nougat Branco, Nougat 70%, Amêndoas, Coco Branco, Ao Leite de Coco, Morango e Dark Berries. O fundo de investimentos também esperar exportar os chocolates para a Europa!

Crica Wolthers e a sua esposa, Juliana Goes Wolthers, já investiam na marca desde 2020. Porém, no início de 2021, Crica se tornou consultor da Veg Capital e falou entusiasmadamente sobre a empresa para o diretor-gerente do fundo, Matthew Glover, que decidiu fazer uma parceria com os investidores para impulsionar a empresa.

Mercado de chocolates veganos - Super Vegan
Imagem (da esquerda para a direita — Juliana Goes, Juliana Gaze e Crica Wolthers): Divulgação Veg Capital

Aproveite e leia também: 

Chocolate vegano: conheça 6 marcas nacionais

Super Vegan e Veg Capital se destacam no Vegconomist

*Imagem de capa: Pexels

Por Amanda Stucchi em 13 de julho
Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores