Quer saber mais sobre cosméticos naturais? 

Existem várias formas de autocuidado, como se exercitar, dormir bem, ter uma alimentação balanceada, beber água regularmente ou até mesmo ter uma rotina de skincare, hidratando a pele e cuidando dos cabelos e unhas. 

Cada vez mais pessoas buscam o bem-estar, portanto, não é surpresa que a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) apontou que ocorreu um aumento de 9,3% no comércio de produtos do setor — de forma geral — considerando apenas o mês de janeiro, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Dentro desse setor, existem os segmentos de produtos orgânicos, naturais e veganos.

Qual é a diferença entre cosméticos orgânicos, naturais e veganos? 

Você pode estar querendo saber a diferença entre esses termos. De uma forma simplificada, podemos fazer a seguinte distinção: 

  • Cosméticos veganos — não tem ingredientes de origem animal nem são testados nesses seres vivos. 
  • Cosméticos naturais — devem ter no mínimo 95% de matérias-primas naturais em sua fórmula. 
  • Cosméticos orgânicos — é necessário que possuam 95% de matérias-primas orgânicas na formulação. 

Portanto, nem sempre um cosmético natural ou orgânico será vegano. Tudo depende do processo escolhido para produzir o produto, logo, vale ficar atento aos rótulos. 

Uma empresa que comercializa cosméticos naturais, veganos e orgânicos é a Use Orgânico, em sua plataforma as marcas vendidas tem selos que comprovam a procedência e a qualidade, dando credibilidade para o consumidor adquirir o produto. 

Os benefícios dos cosméticos naturais e orgânicos 

Segundo a consultoria Factor-Kline, até 2025 o segmento internacional de cosméticos orgânicos deve alcançar os US$ 48 bilhões.

O primeiro motivo de os produtos orgânicos e naturais estarem em alta é justamente a questão dos benefícios para a saúde. Sua fabricação é totalmente diferente, pois existe mais preocupação com a geração de resíduos para o planeta, o impacto ambiental que aquele produto pode causar e principalmente a segurança dermatológica de cada produto para a sociedade, quando, por exemplo, a pessoa tem um problema de pele constante como sensibilidade ou acne.

Além disso, os produtos orgânicos e naturais tem a mesma eficácia dos produtos considerados tradicionais. Porém, às vezes, eles precisam de um tempo mais longo para agir, uma vez que os insumos são naturais, então seus efeitos carecem de um pouco mais de tempo para serem notados. Em contrapartida, evitam possíveis agressões à pele ou à saúde.

Outro ponto relevante dos orgânicos e naturais é a preocupação além do que está dentro da embalagem. Há o cuidado com o meio ambiente, já que muitas marcas preferem apoiar a agricultura familiar e orgânica. Dessa forma, pequenos agricultores têm mais renda e conseguem continuar produzindo sem a necessidade de usar agrotóxicos.

Apesar da adesão desses produtos ser gradativa, no longo prazo pode trazer benefícios para todos, já que não utilizam ingredientes nocivos, agrotóxicos, dão prioridade para métodos sustentáveis, geram menos lixo e poluem menos o ar e água. 

Aqui vale adicionar que é importante as empresas se posicionarem em relação ao impacto ambiental que causam, como a gestão de resíduos internos. Por exemplo: direcionando-os para reúso como adubo, reciclagem e até mesmo para a produção de combustível energético. 

Uma alternativa é usar o I’m Green, plástico de fonte renovável que tem a cana-de-açúcar como matéria-prima, cujo tempo para ser absorvido pela natureza é menor, ou ainda o selo EuReciclo, que contribui para a compensação diminuindo o impacto na natureza.

Portanto, existem diversas vantagens de usar um produto vegano que também é natural ou orgânico. 

Sobre a Use Orgânico

A Use Orgânico foi criada em 2017, através de uma curadoria oferece mais de 2 mil produtos de 60 marcas, entre cosméticos, corpo e banho, maquiagem, gestante e bebê, mundo pet, aromaterapia, casa e ambiente. 

A Use Orgânico é referência no mercado por ser transparente na sua operação em todos os momentos. O cuidado se dá na seleção dos produtos, na verificação dos certificados e selos dos fabricantes, na gestão sustentável da empresa e no compartilhamento de conhecimento, para que todos os dias mais e mais pessoas possam fazer melhores escolhas, alicerçadas na educação e no autocuidado.

“No mercado de produtos naturais e orgânicos, há muitas marcas greenwashing, que dizem ser naturais, têm esse apelo, mas na composição de seus produtos são encontradas substâncias tóxicas, alergênicos e outros que causam maior impacto ambiental. A Use Orgânico foi criada com ESG e para ter um modelo de negócios sustentável”, afirmou José Youssef, CEO da Use Orgânico. 

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também: 

Vantagens de usar cosméticos veganos e naturais

9 razões para usar cosméticos veganos e naturais

Por que vender cosméticos veganos e naturais?

*Imagem de capa de Jennefer Oliveira (head de produtos da Use Orgânico): Divulgação Use Orgânico

Por Amanda Stucchi em 6 de abril