Um ponto que todo vegano precisa se atentar na hora de comprar um carro é se o interior dele é revestido de couro animal. Algumas empresas acabam não dando tanta atenção para esse detalhe, mas outras já estão se atentando a demanda da população vegana. Um exemplo é a BMW. Ela lançará um SUV de luxo com um interior completamente vegano.

Outro ponto que também vira atenção dos veganos, por consequência, é o meio ambiente, afinal veganismo e sustentabilidade andam lado a lado. Uma das opções para diminuir a quantidade de poluição causada por um carro comum é a substituição por carros elétricos.

Algumas empresas já estão se destacando e desenvolvendo veículos que se encaixem nesses fatores e que sejam, ao mesmo tempo, da categoria de luxo das marcas. É o caso da BMW.

Em fevereiro, a BMW divulgou as imagens dos protótipos oficiais de seu próximo utilitário esportivo de luxo: SUV de luxo. O diferencial é que, de acordo com a empresa, o interior é completamente vegano. Ela revelou pela primeira vez o conceito de SUV elétrico – chamado iNEXT – em setembro passado no Los Angeles Auto Show.

As imagens do protótipo da cabine mostram uma combinação de detalhes e pisos de madeira com poros abertos, tecido têxtil rosa suave na parte da frente, e assento traseiro azul-petróleo com design assimétrico. Todo o interior do carro será construído a partir de materiais veganos, conforme dito pela Auto Express.

Ou seja, podemos esperar por um SUV de luxo vegano que fará bastante sucesso entre amantes de carro.

Couro de cogumelos

A BMW não é a única empresa que se preocupou em desenvolver carros para o público vegano. A Bentley estava ciente que uma parcela dos seus clientes não comprariam os carros da marca pelos componentes de origem animal.

“Você não pode vender um automóvel com até 20 tipos diferentes de pele de couro animal para alguém que seja vegano. Estamos conversando com clientes deste grupo para entender como podemos atendê-los. afirmou Stefan Sielaff, diretor de design da Bentley.

Para atender a demanda, a marca investiu em ingredientes bem diferentes. “O carro vai entregar a mesma sensação de luxo, mas utilizando materiais diferentes, como couro feito de cogumelos e um tipo de tecido extraído das águas-vivas”, afirmou Sielaff.

E as empresas que fornecem interiores de carro vegano não param por aí. Além da BMW, tivemos alguns ótimos exemplos de empresas que pensaram na sustentabilidade e no veganismo. Como por exemplo:

Fishker Inc

Em janeiro de 2018, a fabricante de carros elétricos Fisker Inc revelou um veículo de luxo com uma opção de couro vegano.

A marca ainda não possui todos os carros veganos, mas já deu seus primeiros passos. O desenvolvimento dos carros elétricos já traz bons resultados para o meio ambiente. A substituição do couro animal por sintéticos é uma consequência natural que também reflete em benefícios para o meio ambiente.

Audi

Já em setembro de 2018 chegou a vez da Audi. Ela apresentou no Los Angeles Auto Show o e-tron GT. O veículo elétrico também com interior vegano, dessa vez com um grande destaque para o material. O couro é feito de tecido reciclado e tapetes feitos de redes de pesca oceânica recuperadas.

Carros elétricos

Além do couro vegano, as empresas também precisam pensar em outro ponto que move o futuro dos veículos: carros elétricos.

Se por volta de 1990 as pessoas tinham preconceito e até ridicularizavam os carros elétricos, essa história mudou. Esses veículos percorreram longos caminhos e se tornaram destaques à medida que a ameaça das emissões de carbono se torna mais evidente para empresas, consumidores e líderes mundiais.

A Tesla, por exemplo, se tornou líder no mercado de carros elétricos – e o CEO Elon Musk recebe a concorrência de outras empresas em nome da redução das emissões de carbono.

Lançamento da SUV de luxo

Bem, agora vamos ao que realmente importa: o lançamento do SUV de luxo.

O BMW iNEXT está atualmente passando por test drives sob condições do mundo real no círculo polar. Espera-se que a produção do SUV elétrico veganos comece na fábrica da empresa em Dingolfing, na Alemanha, a partir de 2021.

Com tanta visibilidade para o meio ambiente e com o crescimento do veganismo podemos esperar que mais marcas se conscientizem de mudanças importantes. Mais marcas pensando em formas sustentáveis e em tecidos veganos para seus carros. O SUV de luxo da BMW é apenas um dos primeiros dessas novas categorias de veículos.

Leia também Avanços tecnológicos na alimentação e sustentabilidade são foco em 2019 e WeWork investe US $ 32 milhões na marca vegana Laird Superfood



por Lari Chinaglia em 25 de março