Startups e pequenas empresas precisam de dinheiro para lançar seus produtos ou ampliar os negócios, mas podem ter dificuldades por não ter capital aberto. Então, eles recorrem a investidores anjos e fundos de capital de risco, onde encontram o fôlego que precisam para se dar bem.

Como resultado da alta demanda e ainda restrita oferta de produtos veganos, um número crescente de investidores está apostando nas startups, alinhando seus investimentos com seus valores. 

Pode ser chamado de investimento socialmente responsável, investimento de impacto, investimento verde ou até mesmo investimento ambiental, social e corporativo – apenas nos Estados Unidos, essa abordagem de investimento totalizou US $ 8,72 trilhões em ativos sob gestão profissional, a partir de 2016, de acordo com o Fórum para o Investimento Sustentável e Responsável. 

As estratégias de investimento socialmente responsáveis ​​continuam a evoluir para refletir novas preocupações e os elevados valores que os investidores buscam integrar às suas decisões de investimento. 

Conforme as pessoas entendem que diminuir o consumo de carne é bom para sua própria saúde, para o clima, meio ambiente e para os animais, há um interesse crescente e simultâneo, no estilo de vida vegano e, consequentemente, em investimentos baseados em vegetais ou veganos.  

A onda de investimentos em startups veganas

A demanda dos consumidores por opções saudáveis, sustentáveis ​​e personalizadas ajudou a impulsionar uma onda de fundos de capital de risco, incubadoras e aceleradores focados principalmente em alimentos e bebidas de bases vegetais.

Os investidores em capital de risco geraram quase metade dos negócios realizados no ano de 2019, e a maioria dos investimentos em capital de risco em marcas de alimentos vêm de investidores de impacto que consideram o bem social e o potencial de retornos financeiros ao decidir onde investir.

New Crop Capital

Por exemplo, a New Crop Capital, é um fundo de capital de risco iniciado por ativistas do bem-estar animal para apoiar empreendedores cujos produtos salvarão as vidas de inúmeros animais, como vacas, porcos, galinhas e peixes.

A New Crop já arrecadou mais de US $ 25 milhões e está investindo em empresas como a Beyond Meat, fabricante de produtos alternativos à carne, como hambúrguer e frango à base de vegetais, bem como, a Purple Carrot, uma startup que oferece combos de refeições veganas. 

Beyond Impact Vegan Partnes

O Beyond Impact Vegan Partnes é outro exemplo. Criado para facilitar o investimento em produtos e serviços que são inerentemente veganos, ou mesmo aqueles que são livres de crueldade. O programa de financiamento apoia empreendedores nos setores de biotecnologia, manufatura de alimentos, materiais, vestuário e estilos de vida, demonstrando um claro alinhamento com os princípios do veganismo, é livre de crueldade e sustentável. 

Ao reforçar a produção, transformação e distribuição de tecnologias, produtos e serviços veganos e de substituição àqueles de origem animal, o Beyond Impact contribui para criar um mundo mais compassivo, promovendo um modelo econômico mais inovador, mais justo e sustentável que atende às necessidades de uma população crescente, sem causar danos ao meio ambiente. 

Vegan Capital

A Vegan Capital também merece destaque. Uma empresa de financiamento com sede em Montreal, Canadá, cuja missão é desenvolver a economia vegana, disponibilizando recursos financeiros, uma rede de especialistas e uma comunidade de investidores veganos para empreendedores, a fim de lançar seus projetos e desenvolver seus negócios veganos. É o primeiro Fundo de Microcrédito vegano do Canadá, ajudando novas empresas com financiamento entre US $ 2.000 e US $ 20.000. 

A especialidade da Vegan Capital é o financiamento de produtos e serviços que ofereçam uma alternativa 100% vegetal, desde que isenta de exploração animal em toda a cadeia, da produção até o abastecimento, a algum produto já existente e relacionado à exploração animal.

VegInvest e New Protein Fund

Também inovadora, a VegInvest fornece capital em estágio inicial e orientação para empresas que lutam para substituir o uso de animais, e o New Protein Fund, que se dedicará a investimentos voltados à fabricação e distribuição de produtos avançados, especialmente a clean meat.

Felix Capital

Não apenas focadas no mercado vegano, como também, apoiadoras de produtos digitais, a exemplo da Felix Capital. Esta, apoia empreendedores com grandes ideias, para ajudá-los a construir marcas fortes que se destaquem e movam o mundo para frente. A empresa tem como foco os agentes criativos da mudança do estilo de vida digital e tem em seu portfólio a AllPlants, que fornece serviço completo de apoio à mudança alimentar para novos veganos.

Ao que tudo indica, investir em startups, que incorporam verdadeiramente a ética vegana, é um bom caminho a percorrer. Com tanta mudança ocorrendo no mundo, as empresas menores e privadas de hoje tem grandes chances de comandar a revolução do mercado e recompensarem de modo milionário aos seus investidores.

Curtiu este artigo sobre investimento em startups veganas? Leia também como o interesse em saúde impulsiona o mercado vegano e saiba mais sobre o mercado de couro vegano.



por Nadia Ferreira Gonçalvez em 17 de agosto