Embora para ainda estranho para alguns, a proteína de ervilha já é um sucesso no universo vegano. Ela já vem ganhando bastante espaço com um grande substituto das proteínas animais. Algumas marcas já estão usando a ervilha como ingrediente dos seus hambúrgueres à base de plantas. Não é a toa todo esse crescimento.

O novo relatório de pesquisa de mercado da Global Market Insights mostra expectativos de fortes taxas de crescimento anual. A previsão é de que no período entre os anos de 2018 e 2024, o mercado global de proteína de ervilha tenha taxas de crescimento anual de 12,9%. Segundo o relatório, o volume de mercado pode subir para 160 milhões de dólares até 2024.

Dentre os principais motivos para a substituição das proteínas animais por proteína de ervilha estão: o preço mais em conta, os benefícios a saúde, os perigos ao meio ambiente e o crescimento da demanda vegana do mercado.

Saúde

O consumo de carnes, ovos e leite animal é bastante prejudicial a saúde. Hoje já temos diversos benefícios comprovados cientificamente da dieta vegana. Além da alimentação a base de plantas ser considerada a mais eficaz para doenças cardíacas. Só por isso, a proteína de ervilha já poderia ser considerada uma alternativa melhor a saúde humana.

Porém, além desses motivos, essa proteína é melhor para digestão e possui propriedades antialérgicas. Esses fatos já contribuem para o crescimento dela no mercado. E ao substituir a carne, essa proteína está sendo usada como suplementos dietéticos. O tamanho do mercado global de suplementos dietéticos deve ultrapassar US $ 220 bilhões até 2024.

Outro ponto é que o aumento do uso de produtos nos setores de suplementos nutracêuticos e esportivos deve impulsionar a demanda do mercado de proteína de ervilha. Em 2017, o mercado global de nutrição esportiva foi de cerca de US $ 50 bilhões. E podemos esperar crescimento.

Sustentabilidade

A produção de carne é responsável por um grande desperdício de água, por uma boa parcela do desmatamento das nossas áreas, e pela emissão de gases causadores do efeito estufa.

Só para você ter uma ideia:

  • 1 kg de carne são gasto entre 10 e 20 mil litros de água;
  • Na Amazônia a pecuária representa 75% do desmatamento;
  • 1kg de carne bovina emite 335g de CO2, o equivalente a 1600 km dirigidos em um carro médio.

Com esses dados assustadores fica claro ver que a proteína de ervilha pode ser sim uma boa alternativa às proteínas de origem animal. (E esse é apenas um dos motivos)

Preço

As empresas estão desenvolvendo alternativas a carne com a proteína de ervilha. Um dos grandes motivos está no preço dessa proteína. Se comparado aos produtos de origem animal, como carne, peixe e aves, a ervilha se torna um alimento bem mais em conta.

Crescimento de veganismo

O veganismo está ganhando cada vez mais espaço. Somente no Brasil, as estimativas mostram que temos 7 milhões de veganos. Um dado mais preciso mostra que 14% da população, cerca de 30 milhões de brasileiros são vegetarianos.

Segundo alguns empresários do ramo, “o crescimento do mercado de produtos veganos no Brasil tem sido da ordem de 40% ao ano, apesar da crise.” (disseram em entrevista para a Folha).

O crescimento do veganismo gera grandes fatores, tais como, o crescimento do seu mercado, o crescimento de empresas que buscam alternativas à carne, e claro, o crescimento das proteínas de ervilha.

Mercado diz: proteína de ervilha

Como, segundo o relatório, um número crescente de consumidores está voltando sua atenção para fontes de proteína de origem vegetal, o mercado quer encorajar mais os fabricantes a adicionar na suas gamas de produtos, a proteína de ervilha.

Um dos grandes nomes em alternativas a carnes animais é a Beyond Meat, que, em alguns dos seus produtos, fez questão de adicionar a proteína de ervilha como ingrediente. Se você pesquisar um pouco mais sobre a variedade de hambúrgueres veganos que estão surgindo vai ver que a proteína de ervilha está sendo uma aposta.

A análise de mercado também mostra que a alta disponibilidade de outras fontes protéicas baseadas em plantas. Outra proteína comentada no relatório é a de soja. Essa tem seus benefícios semelhantes à proteína de ervilha, representa um desafio para a lucratividade da indústria e poderia prejudicar o crescimento do mercado de proteína de ervilha.

Ficou interessado no mercado de proteína de ervilha? Então fica minha sugestão de leitura – extra – o relatório das proteínas de ervilha completo.

Leia também O governo alemão investe US$ 780 mil na textura de carnes veganas e A Nestlé diz que seus produtos veganos superarão US$ 1 bilhão em vendas até 2029



por Lari Chinaglia em 12 de março