Artigos de panificação vegana já são realidade e por serem importantes em qualquer estabelecimento comercial que ofereça alimentos, merecem sua atenção.

Se você é proprietário de um restaurante, lanchonete ou padaria, provavelmente já se deparou, pelo menos uma vez, com um cliente em busca de um cardápio com opções veganas ou vegetarianas. 

Primeiramente, é importante considerar que o número de pessoas que afirmam não consumir alimentos de origem animal em suas dietas não para de crescer. Seguindo essa tendência de rápido crescimento, não restam dúvidas de que é necessário expandir os seus negócios com a inclusão de opções veganas na sua padaria. 

Tendências da panificação vegana

Ademais, só para o ano de 2019 é esperado que as vendas de ingredientes de panificação veganos cheguem a 38.000 toneladas e todo o mudo, segundo relatório da Fact.MR. Inegavelmente a adoção generalizada do veganismo, juntamente com tendências de escolhas mais conscientes, rótulo limpo e sustentabilidade, continuam a impactar o crescimento do mercado vegano de ingredientes para panificação.

Certamente atividades crescentes de pesquisa e desenvolvimento para a produção de ingredientes de panificação veganos mais aprimorados são vitais para a proliferação do mercado. Desse modo, as inovações na fabricação de ingredientes para panificação vegana estão permitindo a produção de emulsificantes veganos, essenciais para produtos de panificação que imitam a textura e a sensação na boca dos produtos de panificação tradicionais.

Um fator crucial que complementa o crescimento do mercado de ingredientes de panificação vegana é a fortificação desses com probióticos. Conquanto, a conscientização do consumidor sobre os benefícios associados ao consumo de probióticos está aumentando gradualmente, causando um movimento ascendente nas vendas de produtos incorporados ao ingrediente saudável, a oferta ainda está aquém do esperado.

Produtos e oportunidades

O desenvolvimento de probióticos que são resistentes a temperaturas mais altas, níveis variáveis ​​de pH e têm um prazo de validade mais longo permite sua incorporação em produtos de panificação, abrindo novas oportunidades para os fabricantes.

Analogamente, emulsificantes alternativos, como o aquafaba, uma proteína derivada de leguminosas, estão cada vez mais ganhando força devido ao seu amplo escopo de aplicações, como fermentos e espumantes, e seu impacto neutro no sabor e no cheiro dos produtos. 

Devido à sua natureza extensa, o aquafaba está sendo cada vez mais utilizado na produção de vários produtos veganos, direcionando pesquisas para o desenvolvimento de infraestrutura para a extração em larga escala da proteína.

Inegavelmente, um belo e notável exemplo no desenvolvimento que complementa o aumento na demanda pelo emulsificante alternativo foi a InnovoPro, uma empresa com sede em Israel e especializada na produção de proteínas de grão de bico, que levantou US $ 4,25 milhões em financiamento. 

A empresa afirma ter encontrado, sobretudo, uma técnica sustentável para extrair 70% da proteína concentrada do grão de bico. Estima-se que esses desenvolvimentos mantenham a crescente demanda por emulsificantes no mercado de ingredientes para panificação vegana, com o estudo Fact.MR projetando uma produção total de aproximadamente 10.500 toneladas de emulsificantes só em 2019.

Demanda por ingredientes veganos e a produção de pão 

O consumo de pão tem diminuído gradualmente nos últimos tempos com o advento de problemas de saúde associados, como aumento do nível de açúcar no sangue, indigestibilidade e obesidade. 

Consequentemente, os consumidores estão buscando alternativas saudáveis ​​e sem glúten para o pão, o que também está levando as padarias a incorrer na produção de pão vegano. 

Por exemplo, a Pompadour, uma cadeia de padarias no Japão lançou seu novo pão de curry vegano, fabricado com ingredientes limpos e orgânicos.

Além disso, as lojas físicas e de varejo online estão adicionando várias variantes de pão vegano aos seus portfólios para capitalizar o aumento da demanda, com algumas lojas lançando seus próprios produtos de pão vegano. 

A Trader Joe’s , uma cadeia de supermercados nos EUA, lançou recentemente pão de banana vegano em suas lojas. Enquanto algumas lojas estão começando a fabricar seus próprios produtos de pão vegano, outros supermercados, como Waitrose, estão atribuindo seções dedicadas a produtos veganos, fornecendo uma extensa rede para sua distribuição. 

O impacto da demanda no mercado

O aumento da demanda por produtos veganos também está levando as grandes redes de produtos alimentares a expandir suas ofertas de produtos veganos. Uma loja da Starbucks na Coréia do Sul recentemente expandiu suas ofertas de produtos veganos com a adição de pão focaccia vegano ao seu menu. 

À medida que a concorrência no mercado de alimentos veganos se intensifica, os fabricantes estão se concentrando na produção de ofertas inovadoras. Por exemplo, a Artisan Bread Organic, produtora líder de produtos veganos no Reino Unido, lançou recentemente uma nova linha de hambúrgueres veganos, com a empresa alegando que seus produtos são completamente veganos. 

O mercado de panificação vegana no Brasil

No Brasil, as políticas de mercado, de consumo e de percepção social também parecem dirigir a tendência do mercado de panificação. Ao que tudo indica, o setor de panificação tem um grande potencial de crescimento e competitividade, isso se investir mais no desenvolvimento de produtos veganos. 

Ainda é difícil encontrar padarias veganas, mesmo nos grandes centros. Igualmente, em supermercados e lanchonetes a oferta de pães e similares veganos ainda é um tanto tímida. Talvez seja o momento para os produtores pensarem em mais pontos de venda, o que resultará em maior oferta e opções para os consumidores.

Há, principalmente, na nova geração de consumidores conscientes, uma preocupação com a qualidade, a leitura dos rótulos e a percepção de frescor dos produtos. Uma parte das empresas já entendeu isso. O Brasil é um país gigante, com uma infinidade de insumos e recursos regionais. 

Acredito que seja possível fazer uma panificação vegana com muito sabor e com grande valor nutricional, e ainda atender a toda demanda reprimida. No entanto, esse mercado ainda tem muito a crescer no país, e isso aponta para inúmeras possibilidades.

Leia mais sobre a economia vegana e descubra como ser mais sustentável.



por Nadia Ferreira Gonçalvez em 23 de outubro