Você já ouviu de alguém “nunca vou ser vegano, sou apaixonado por queijo”? Enquanto para algumas pessoas a principal dificuldade está em abandonar as carnes, para outras a dificuldade está em deixar os queijos de lado. Com isso, o mercado de queijos veganos tem um grande desafio: conquistar – de verdade – os amantes de queijos.

O mercado de queijos veganos

O veganismo já virou mainstream, e com isso é esperado que o mercado de queijos veganos só cresce. Alguns dos fatores que levam as pessoas a procurarem substituições veganas são: crescimento do veganismo – incluindo meio ambiente e crueldade animal – e crescente conscientização dos consumidores sobre os benefícios para a saúde associados ao consumo de queijo vegano sem colesterol.

O mercado global de queijo vegano está projetado para registrar CAGR de 8,6% durante o período de previsão 2018-2028, devido aos fatores mencionados no relatório da  Persistence Market Research (PMR).

As empresas de queijo vegano estão se concentrando na introdução de substitutos de queijo à base de vegetais, tais como cream cheese, parmesão, cheddar e ricota, entre outros. As principais empresas de queijo vegano estão focando em outras opções de queijo vegano com uma boa relação custo-benefício. A ideia é atrair um grupo demográfico mais amplo e sensível ao custo.

O relatório do PMR opina que o mercado de queijo vegano tem visto o crescimento coletivo nos últimos anos. A expectativa é de que acelere ainda mais nos próximos anos.

Motivos para escolher queijo vegano

Embora os amantes de queijo sejam relutantes, uma coisa é fato: motivos para escolher os queijos vegetais não faltam.

O relatório também concluiu que, em todo mundo, temos cerca de 75% da população já é intolerante à lactose. Com isso, esse se torna um dos principais motivos para a crescente da conscientização do queijo vegano. O relatório mostrou outro ponto. Ele sugere que a crescente conscientização sobre o potencial impacto dos produtos lácteos na saúde levará os consumidores a mudar para produtos lácteos à base de plantas, incluindo queijo vegano, entre muitos outros. substitutos lácteos.

O estudo também mostra que a preocupação com o bem-estar dos animais – que sofrem muito com a produção do leite – e as preocupações ambientais são fatores que fazem os consumidores pensarem em alternativas veganas para os queijos.

O mercado de queijos veganos tem um grande desafio pela frente. O que facilita esse crescimento é crescente demanda por fontes de proteína ecologicamente corretas e livres de animais, e levantando preocupações sobre o uso de alérgenos, antibióticos e hormônios.

Quais os queijos veganos?

Hoje, para trazer mais força para a crescente do veganismo, as empresas de queijo vegano estão introduzindo novas formas de queijo vegano para avançar no mercado de queijo vegetariano cada vez mais competitivo. É importante nesse momento mostrar para todos, incluindo os amantes de queijo, que existem opções boas e veganas no mercado. Não é impossível viver sem o alimento de origem animal, mesmo que para alguns pareça.

Com empresas se esforçando para produzir variantes de queijo vegano com um valor nutricional adicional, a expectativa para o mercado de queijos veganos é testemunhar mudanças tremendas durante o período de previsão.

Queijos brasileiros

Aqui no Brasil já é possível encontrar algumas marcas que buscam alavancar o mercado de queijos veganos. Alguns exemplos são:

  • Superbom – com 90 anos de história;
  • Vida Veg – com uma grande variedade de produtos;
  • Puravida – que oferece uma opção de parmesão de amêndoas;
  • NoMoo – que criadora da fórmula secreta de como fazer queijos a partir de leite de castanhas”;
  • Natural Science – dona da queijoquinha, uma mistura vegetal em pó.

Ainda estamos crescendo, aos poucos, no Brasil, e já temos ótimas marcas de queijo vegano nacional.

Ainda assim não vemos, com tanta força, o crescimento dos queijos veganos em fast-food, por exemplo. Já lá fora, muitas das principais cadeias de alimentos, como a Domino’s Pizza e a McDonald’s, já estão se adaptando. Essas empresas acrescentaram em seus portfólios opções de produtos veganos – e claro, com queijos veganos – para explorar a população vegana em crescimento.

As oportunidades estão aí. O mercado de queijos veganos pede por – cada vez mais – empresas que se comprometam em inovar e trazer mais sabor aos alimentos. Todos somos amantes de queijos, porém queremos opções a base de plantas para trazer maior qualidade para nossas receitas. Uma pizza com cobertura de queijo é um sucesso não? Por isso esse mercado está em crescimento e promete se manter dessa forma por um bom tempo.

O veganismo está virando tendência há um certo tempo. Essa é a oportunidade perfeita para que investidores e empreendedores estejam de olho nesse movimento. Não é à toa que grande nomes do negócio já estão investindo na alimentação a base de planta, não é?

Leia também Startup recebe 90 milhões para desenvolver novos alimentos veganos e O governo alemão investe US$ 780 mil na textura de carnes veganas



por Lari Chinaglia em 18 de março