A marca Beyond Meat é um sucesso lá fora e até que é bastante conhecida aqui no Brasil. O grande diferencial da marca está em toda sua tecnologia que nos prova que ela é uma grande representante do futuro das carnes, e claro, o futuro das proteínas.

Tudo começou de um grande questionamento: por que você precisa de um animal para criar a carne? O que pode até parecer impossível para alguns, foi o grande motivador para a marca existir. Hoje, seu portfólio é bastante variado com diversas opções de carnes a base de plantas.

Com isso, a Beyond Meat busca levar para as família mais pratos com carne, porém de forma sustentável, tecnológica e sem crueldade animal. Assim, a marca quer trazer, junto com seus consumidores, mudanças na alimentação de todo o planeta. E como missão, a Beyond Meat quer ser o futuro das proteínas.

A mudança feita pela marca – animais por plantas – busca oferecer uma solução saborosa para quatro questões atuais e importantíssimas relacionadas a produção pecuária: saúde humana, mudanças climáticas, restrições aos recursos naturais e bem-estar animal.

Partindo desses quatro pontos, segundo a marca, os principais benefícios dessa substituição está em mudar as seguintes realidades:

  • O consumo de carne aumenta em 16% o risco de câncer, e 21% de doenças cardíacas;
  • 51% das emissões globais de efeito estufa são por causa de processos pecuários;
  • 29% da área do nosso planeta é para produção animal e 45% para sistemas pecuários;
  • 66 bilhões de animais são mortos por ano para alimentação humana.

Resultados da Beyond Meat

Segundo o site da marca, a carne é composta por quatro blocos principais: proteína, gordura, minerais e água. Partindo desses pontos, a Beyond Meat buscou encontrar esses itens em origens vegetais.

A marca também fez questão de que seus produtos fossem vendidos ao lado das carnes de origem animal:

“Fizemos uma regra segundo a qual se eles não o colocassem na sessão de carnes, não venderíamos para eles (varejistas). Se eles colocassem junto das carnes, poderiam colocá-lo onde mais quisessem, mas definitivamente tinha que expor junto das carnes. Quando os produtos vegetarianos são vendidos ao lado da carne, os consumidores não-veganos e curiosos pelo assunto ficam mais propensos a experimentá-los. E quando eles provam, eles querem mais. Isso está mudando o mercado.”, explica o CEO da marca.

A Beyond Meat começou em 2016, e já mostra resultados surpreendentes. Lá nos Estados Unidos, a marca Beyond Meat já é um sucesso. Mais de 33 mil estabelecimentos. Desde seu ano de lançamento a marca já vendeu 13 milhões de hambúrgueres desde 2016, e conseguiu US$ 72 milhões em investimentos.

“O rápido crescimento da demanda e da distribuição para o Beyond Burger fala para uma poderosa mudança entre os consumidores em relação às proteínas baseadas em plantas, temos o prazer de responder e impulsionar com o gosto e o desempenho geral do Beyond Burger”, disse Ethan Brown.

Porém aqui no Brasil já podemos imaginar que a situação não está igual. A Beyond Meat é mais uma das marcas que sonhamos que venda no Brasil o mais rápido possível.

Produtos da marca

“Acreditamos que a melhor maneira de levar as pessoas a comer menos carne é dando a elas o que elas adoram (…)”, segundo o site.

Pensando nessa frase, a marca Beyond Meat busca desenvolver seu catálogo de produtos, onde encontramos: hambúrgueres, salsichas e carne moída.

Um dos lançamentos mais recentes da marca é o Beyond Beef, também conhecido como carne moída. Segundo a marca, esse produto “permite que os consumidores aproveitem todos os benefícios e versatilidade da carne moída enquanto aproveitam os benefícios para a saúde humana, o meio ambiente e o bem-estar animal dos alimentos vegetais”, disse Ethan Brown, Fundador e Chief Executive Officer da Beyond Meat, disse em um comunicado.

No caso da carne moída, a marca diz ter ‘o suculento sabor e textura da carne moída, mas com 25% menos gordura saturada do que carne bovina’.

A Beyond Sausage também são um produto inovador da Beyond Meat. A salsicha da marca têm como ingredientes proteína de feijão-mungo, ervilhas e arroz integral. Além disso, essas salsichas têm mais proteína do que salsichas de porco, com 38% menos gordura saturada e 43% menos gordura total.

Já o primeiro lançamento da marca que já mostrou para o mundo que ela veio para revolucionar a maneira como comemos carne foi o Beyond Burger. Ele foi o primeiro hambúrguer de origem vegetal do mundo que parece, cozinha e satisfaz como carne sem glúten, soja ou organismos geneticamente modificados (OGM).

Embora a marca não seja vendida no Brasil, podemos tirar grandes lições dela. A Beyond Meat é uma startup vegana de grande sucesso e que mostra como podemos mudar o futuro das carnes e das proteínas.

Aqui no Brasil temos algumas startups inovando e trazendo hambúrgueres veganos, porém ainda não alcançamos essa dimensão. Para quem está pensando em investir, o que acha das carnes a base de plantas? Nós estamos ansiosos para provar essas novidades. E mais do que isso: esse tipo de produto gera curiosidade em consumidores de carne. Precisamos continuar essa linha.

Leia também Startup recebe 90 milhões para desenvolver novos alimentos veganos e Bill Gates, Richard Branson e Jeff Bezos apostam em comidas veganas



por Lari Chinaglia em 6 de março