Hambúrguer com sabor, textura e cor de carne, mas à base de plantas. Você consegue imaginar isso? Se você é vegano ou vegetariano, provavelmente já tinha ouvido falar no Impossible Burger ou no Beyond Meat Burger, criados por startups estadunidenses com essa proposta. A boa notícia é que essa novidade agora chegou ao Brasil! 

Em decorrência da crescente preocupação dos brasileiros com a origem e a qualidade do alimento ingerido, o veganismo está se espalhando rapidamente pelo país, o que não é mais novidade. Diante disso, a demanda por alimentos livres de ingredientes de origem animal aumentou, resultando em sensíveis mudanças no mercado de produtos interno. 

Felizmente, as empresas brasileiras estão cada vez mais alertas que o veganismo não é algo que pode mais ser ignorado. E, buscando acompanhar a crescente demanda, vêm sendo lançados diversos produtos de consumo convencional na versão vegana. A novidade do momento é o lançamento de hambúrgueres à base de plantas. Porém, diferente dos hambúrgueres vegetais convencionais feitos de soja, feijão ou lentilha, por exemplo, eles prometem sabor, textura e cor muito semelhantes a carne de verdade. 

Três marcas brasileiras apostaram nessa ideia e estão dando o que falar.  A proposta parece que veio para ficar, e é uma ótima alternativa para aqueles que querem, mas ainda não conseguiram deixar de lado a carne.

1. Futuro Burger

Hambúrguer que promete ser similar a carne bovina, o Futuro Burger chegou revolucionando o mercado. Com 115g e 15,8g só de proteína, o hambúrguer é feito a partir da proteína da ervilha, proteína isolada da soja e do grão de bico, além de beterraba para dar a cor de carne mal passada. 

Produzido em Volta Redonda/RJ pela Fazenda Futuro, foodtech brasileira, a empresa tem como fundador Marcos Leta, o mesmo criador da marca de sucos Do Bem. Segundo ele, o Futuro Burger, por sua estreita semelhança com a carne de gado, deve conquistar não só o paladar dos veganos e vegetarianos, mas também dos carnívoros. Ainda, Leta diz que o Hambúrguer do Futuro (tradução livre) foi lançado com a ideia de ser uma versão mais barata do que a própria carne vermelha.  

Livre de transgênicos e de glúten, o Futuro Burger afirma ser um hambúrguer saudável e sustentável. Ao mesmo tempo que traz uma quantidade de proteína parecida com a da carne vermelha, o hambúrguer contém menos gordura, ponto positivo para a saúde do consumidor.  

Sua versão congelada já está disponível em alguns supermercados como o Pão de Açúcar e o St. Marché, mas você também pode experimentar na Lanchonete da Cidade, em São Paulo, ou no T.T Burger, no Rio de Janeiro. 

2. Behind The Foods

Na mesma linha que o Futuro Burger, chega ao mercado o hambúrguer da startup brasileira Behind The Foods (por trás dos alimentos, em tradução livre), fundada pelo publicitário Leandro Mendes. O hambúrguer foi desenvolvido com ingredientes como batata konjac, fécula de batata, proteína isolada de soja, ervilha e beterraba. 

O hambúrguer Behind ainda não foi lançado no mercado brasileiro, mas promete oferecer sabor, textura e aroma muito semelhante ao da carne bovina. Além de hambúrguer, a startup também pretende lançar carne moída, salsicha, tudo obviamente sem nada de origem animal, bem como versões parecidas com a carne suína e a carne de frango. 

O lançamento está previsto para o dia 17 de junho, próxima segunda-feira, a partir das 19 horas, no Muda Organic Burger & Bar, em São Paulo. 

3. Gourmet Vegan Burger

Não é novidade para os veganos e vegetarianos que a marca Superbom joga no nosso time. Porém agora, além de queijos, leites e carnes vegetais, a marca lançou, sem prévio aviso, o Burger Gourmet Vegan!

O novo hambúrguer da Superbom chegou ao mercado com a proposta de ser semelhantes a carne, mas obviamente vegano, produzido 100% à base de plantas. Desenvolvido através da proteína da ervilha, a unidade do hambúrguer tem 114g, sendo 15g só de proteína. Os pontos positivos desse hambúrguer não param por aí. Além de ser livre de glúten, transgênicos ou conservantes, ele tem as Vitaminas A, B9 e B12, bem como ferro e zinco. 

Segundo a marca, visando fabricar um produto sem conservantes, foi investido tecnologia não apenas para a produção do hambúrguer, mas também para produção de embalagens que fizessem o produto ter uma validade maior. O processo total de desenvolvimento levou 1 ano, e promete revolucionar o conceito de carne vegetal no Brasil.

O número de brasileiros buscando uma alimentação mais sustentável e saudável é visível e, como consequência disso, pessoas estão cada vez mais deixando de lado o consumo de alimentos de origem animal. Felizmente, diversas marcas brasileiras estão atentas a isso, contribuindo para um planeta mais sustentável e com menos sofrimento animal. 

Leia mais sobre o mercado de carnes veganas e conheça 5 marcas de beleza veganas brasileiras.



por Victor Goes em 15 de junho